Polícia afirma que nova explosão no Texas não tem ligação com as anteriores

(Atualiza com mais dados).

Austin (EUA), 21 mar (EFE).- A polícia de Austin, em Texas (Estados Unidos), informou que a explosão ocorrida na terça-feira teve origem em um dispositivo incendiário e que pode não estar relacionada com as bombas detonadas nos últimos dias na cidade.

"Não explodiu um pacote. Os elementos dentro do pacote não eram uma bomba, mas um dispositivo incendiário. Neste momento, não temos nenhuma razão para acreditar que este incidente tenha relação com as bombas anteriores", disse a polícia, através do Twitter.

A explosão aconteceu hoje à tarde, perto de uma loja de departamentos de uma organização sem fins lucrativos localizada no sul da cidade.

O subchefe da polícia de Austin, Ely Reyes, explicou em entrevista coletiva que dois funcionários estavam manipulando uma caixa "com material militar antigo" quando um dos dispositivos foi ativado causando uma explosão.

Um deles, de 30 anos, ficou gravemente ferido, mas foi hospitalizado e sua vida não corre perigo.

Na entrevista coletiva, Reyes insistiu que o incidente não foi um "ataque deliberado", mas um acidente, por isso não está relacionado com as explosões anteriores.

Além disso, Reyes também pediu para que a comunidade permaneça calma e siga denunciando "qualquer objeto ou pacote suspeito que encontrem perto de suas casas".

Austin, capital do Texas, vive aterrorizada por uma série de pacotes de bombas que explodiram nos últimos dias na cidade sem motivo aparente ou alvos concretos.

Desde o dia 2 deste mês, cinco pacotes explodiram, deixando dois mortos e seis feridos até o momento. EFE