Chicago: soja atinge nova máxima histórica

DESTAQUES EM ECONOMIA

Os preços dos contratos futuros de milho e soja apresentaram forte alta nesta terça-feira no mercado de Chicago, e a oleaginosa tocou em uma nova máxima, fechando a 17,80 dólares o bushel para o contrato com entrega em novembro, em um mercado impulsionado por uma forte demanda.

Já as cotações do trigo caíram pelas expectativas de um bom plantio.

"O novo incremento dos preços da soja se deve às preocupações com relação aos rendimentos dos grãos após uma histórica seca e uma temporada de forte calor nos Estados Unidos", explicou Joe Victor, da Minneapolis Exchange.

Os operadores antecipam um novo corte das previsões de produção de Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) no próximo relatório sobre a oferta e a demanda mundial, que será publicado o 12 de setembro.

"A demanda da soja continua sendo forte", disse Bill Nelson, da Doane Advisory Services. Segundo os dados da USDA sobre qualidade dos grãos antes de sua exportação, publicados nesta terça-feira, 15,126 bilhões de bushels foram exportados na semana finalizada em 30 de agosto.

Além disso, a incerteza sobre a seca no norte do Brasil, em um momento no qual os agricultores se preparam para semear a soja, ajudou ainda mais nos preços da oleaginosa, afirmaram os analistas.

Por sua parte, os preço do trigo foram debilitados pelas fortes chuvas da semana passada, devido a passagem do Isaac, explicou Nelson.

O bushel de milho (cerca de 25 kg) com entrega em dezembro fechou a 8,0500 dólares, contra 7,9975 dólares de sexta-feira.

O contrato de trigo com a mesma data de entrega fechou a 8,8875 dólares, contra 8,8950 dólares.

Já o bushel de soja com entrega em dezembro fechou a 17,6825 dólares, contra 17,5650 dólares.

Na segunda-feira, os mercados permaneceram fechados nos Estados Unidos devido ao feriado.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias