Chico Anysio não era tão engraçado em casa, diz filho Nizo Neto

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Um cara sério, mas com várias alfinetadas." É assim que o ator Nizo Neto, 54, descreve o pai, o humorista Chico Anysio, morto em 2012, aos 80 anos. "Ele tinha umas tiradas de humor, era irônico, mas não ficava fazendo palhaçada. Humorista, em geral, é meio mal-humorado." A afirmação do ator foi feita à Luciana Gimenez, no "Luciana By Night" que vai ao ar nesta terça-feira (4). Ele, que contracenou com o pai em Escolinha do Professor Raimundo (Globo) também falou de sua carreira de mais de 40 anos na emissora e do fim da parceria há cerca de seis meses. Sua mulher, Tatiana Presser, também participa do programa. O último trabalho de Nizo ao lado do pai, no entanto, foi na dublagem, quando os dois participaram da animação "Up - Altas Aventuras" —Nizo como o cachorro Doug e Chico Anysio como o protagonista Carl Fredricksen. "Ele já estava bem debilitado fisicamente", recorda o filho que vê o personagem muito parecido com seu pai. Um dos principais nomes do humor no Brasil, Chico Anysio morreu em março de 2012 em decorrência de uma infecção pulmonar, que provocou falência de múltiplos órgãos. Ele foi criador de inúmeros personagens e bordões célebres em uma carreira de mais de seis décadas como radialista, escritor e ator de teatro, cinema e televisão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos