Chico Buarque receberá Prêmio Camões de 2019 durante turnê em Portugal em 2023

O cantor e compositor Chico Buarque se prepara para uma turnê por Portugal em 2023, e aproveitará a ocasião para receber o Prêmio Camões com o qual foi distinguido em 2019. Originalmente, a cerimônia de entrega do prêmio estava marcada para 25 de abril de 2020, dia da Revolução dos Cravos, mas acabou adiada por causa da pandemia.

Outro obstáculo foi a recusa do presidente Jair Bolsonaro (PL) em assinar o diploma de atribuição do prêmio, habitualmente assinado pelos presidentes dos dois países, que afirmou que a assinatura do documento não estava entre suas prioridades. "Eu tenho prazo? Então 31 de dezembro de 2026, eu assino", afirmou, supondo a vitória de um segundo mandato.

O artista respondeu através de sua conta no Instagram. "A não assinatura do Bolsonaro no diploma é para mim um segundo Prémio Camões", escreveu. O presidente eleito Lula (PT) já afirmou que irá assinar o documento.

Chico Buarque foi o 13º e último brasileiro a levar o prêmio. A honraria garante ainda 100 mil euros, divididos entre os governos brasileiro e português. O dinheiro já foi entregue, e a assinatura do diploma é apenas uma formalidade.

O Prêmio Camões de Literatura foi criado em 1988 pelos governos brasileiro e português, com o objetivo de consagrar um autor de língua portuguesa cuja obra tenha contribuído para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural lusófono. O prêmio já contemplou nomes como Antonio Lobo Antunes, Mia Couto e José Saramago, além dos brasileiros Jorge Amado, Autran Dourado, João Cabral de Mello Neto, Rubem Fonseca, João Ubaldo Ribeiro, Ferreira Gullar, Alberto Costa da Silva e Raduan Nassar.