Chico Lang é condenado a pagar R$ 40 mil a palmeirense Moisés

Meia pedia indenização de R$ 55 mil por danos morais (Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

A publicação de uma conversa fake deve custar R$ 40 mil ao jornalista Chico Lang. O comentarista da TV Gazeta foi condenado a pagar tal quantia ao palmeirense Moisés por danos morais – a decisão foi feita na última quarta-feira pelo juiz Marcelo Augusto Oliveira. Caso não recorra, Chico Lang ainda terá de bancar o pagamento de custas, despesas processuais e honorários advocatícios.

Advogado de Moisés, João Henrique Chiminazzo entrou com processo contra Chico Lang em novembro, depois de o jornalista postar em seu Twitter uma conversa falsa de WhatsApp em que Moisés afirmava que Tchê Tchê e Borja haviam “pipocado” de jogar na Arena Corinthians.

Moisés havia que processaria Chico Lang, que resolveu apagar a postagem e pediu desculpas também por sua rede social. Mesmo assim, o meia cumpriu a promessa e recorreu à Justiça. “Eu estava dormindo quando minha esposa me acordou desesperada. E falou que estavam dizendo de mim. Acordei assustado e é revoltante ver uma mentira falada sobre a sua pessoa. Isso pode afetar. Imagina se isso fica em dúvida, se falei ou não”, explicou Moisés, em coletiva em novembro.

Tal entrevista, de acordo com o jornalista, desencadeou uma série de ataques de palmeirenses. “Recebi dez ameaças de morte por telefone. Então, eu quero vir aqui a público dizer que, se acontecer alguma coisa comigo, o culpado é o senhor Moisés. Ele foi irresponsável”, acusou Chico Lang.

Dias depois, Chico Lang voltou a usar o Twitter para comentar a notícia da abertura do processo escrevendo o seguinte: “Como diria Erasmo Carlos, pode vir quente que estou fervendo”.

Chico Lang ironizou notícia do processo em novembro passado