Chile atinge marca de um milhão de vacinados contra coronavírus

·2 minuto de leitura
A healthcare worker administers a dose of China's Sinovac CoronaVac vaccine to a person at a vaccination centre mounted at the Bicentenario Stadium in Santiago, as a massive vaccination campaign against the novel coronavirus, COVID-19, begins in Chile, on February 3, 2021. (Photo by Martin BERNETTI / AFP) (Photo by MARTIN BERNETTI/AFP via Getty Images)
Vacinação em massa no Chile começou no dia 3 de fevereiro, com a CoronaVac (Foto: Martin Bernetti/AFP via Getty Images)

No último dia 3, o Chile começou o processo de vacinação em massa contra o coronavírus. Menos de semana depois, o país alcançou a marca de um milhão de vacinados. O montante equivale a 5,5% da população do Chile, onde vivem cerca de 18 milhões de pessoas. No momento, o país lidera o ranking de países da América Latina que mais vacinaram sua população de forma proporcional.

A número foi atingido na última terça-feira, 9, quando 222 mil pessoas receberam a primeira dose. No momento, o país está vacinando idosos e, a cada dia, a idade é ampliada. Nesta quarta-feira, 10, estão recebendo as doses pessoas que tem entre 75 e 77 anos. Entre os um milhão de vacinados, 376 mil têm 78 anos ou mais, sendo que 62,1% dos vacinados são mulheres.

Entre os dias 15 e 19 de fevereiro, serão vacinadas pessoas a partir dos 65 anos. Além dos idosos, estão sendo vacinadas pessoas que atuam na linha de frente, além de funcionários com trabalhos considerados essenciais, como pessoal das Forças de Segurança e das Forças Armadas que trabalham na fiscalização do plano de ação contra o coronavírus.

Leia também:

O ministro da Saúde chileno, Enrique Paris, agradeceu aos idosos que estão se vacinando, aos prefeitos e às equipes de saúde. “Vamos fazer do ano de 2021 um ano de esperança. Hoje receberam vacinas uma quantidade de 1,02 milhão de compatriotas. Isso nos enche de alegria, é um grande feito, é uma promessa de vida e uma promessa que nos faz pensar que vamos poder nos abraçar novamente”, disse Paris durante coletiva de imprensa na última terça-feira.

A maior parte das vacinas aplicadas são da SinoVac, a CoronaVac. O Chile tem um acordo com a farmacêutica chinesa para receber, no total, 10 milhões de doses até março. No entanto, há pessoas que receberam a vacina da Pfizer, especialmente profissionais da saúde, que foram os primeiros a serem vacinados. Mais de 40 mil vacinados já receberam as duas doses do imunizante, todos eles com a vacina da Pfizer.

O país espera receber na próxima semana mais 400 mil doses do imunizante da Pfizer e, em breve, até 1,6 milhão de doses da vacina da AstraZeneca por meio do consórcio Covax. A pretensão do governo chileno é vacinar toda a população até o fim do primeiro semestre.

No Chile, 758 mil pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus, enquanto 19 mil pessoas morreram vítimas da covid-19. Atualmente, o país tem cerca de 21 mil casos ativos da doença.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos