Chile elege primeira deputada transexual da história do país

·2 min de leitura
Chilean Emilia Schneider, a transgender woman, student and political activist, poses for a photograph, in Santiago, Chile, February 28, 2020. Picture taken February 28, 2020.  REUTERS/Pablo Sanhueza
Emilia Schneider se descatou no movimento estudantil e foi eleita como a primeira pessoa trans deputada no Chile (Foto: REUTERS/Pablo Sanhueza)

O Chile elegeu no último domingo Emilia Schneider, primeira deputada transexual da história do país. Fruto do movimento estudantil, a parlamentar conseguiu 5,61% dos votos, isto é, foi escolhida por 14,5 mil chilenos.

Nas redes sociais, Emilia comemorou a eleição e afirmou que, apesar de estar nervosa, sabe que o país fez história ao eleger a primeira transexual da história do Congresso chileno. “É um dia de sentimentos contraditórios, porque hoje avançou o neofascismo, o medo e o ódio”, disse, em referência a Jose Antonio Kast, primeiro colocado com 28% dos votos no primeiro turno.

“Ao mesmo tempo, há esperança”, declarou. “Quero agradecer ao apoio e hoje assumo com humildade e muita honra por ser a primeira deputada trans do Chile. Esse é um passo graças à anos de luta feminista e dissidente.”

Emilia Schneider ainda declarou que continuará em campanha para ajudar a eleger Gabriel Boric, da coalizão Frente Amplia, que ficou em segundo lugar no primeiro turno, com 25% dos votos. “Fazer frente aos avanços do fascismo requer um pouco de todos nós. Com mais força que nunca, vamos seguir à disposição do Apruebo Dignidade (movimento que aprovou uma nova constituição) e do nosso futuro presidente Gabriel Boric. Vamos dar tudo que podemos para conquistar um futuro digno.”

A eleição para o congresso chileno é dividida por distritos. Emilia foi eleita pelo Distrito 10, que representa as comunas (equivalente a bairros) de Santiago, Providencia, Ñuñoa, Macul, San Joaquín e La Granja, todos na Região Metropolitana de Santiago.

Emilia Schneider é neta do general René Schneider, assassinado em uma tentativa de sequestro anterior à vitória de Salvador Allende. A deputada eleita tentou participar da Convenção Constitucional, mas não foi eleita.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos