Chile: Kast reúne apoio de todos os partidos de direita para 2º turno

·2 min de leitura
O candidato de extrema-direita à Presidência do Chile, José Antonio Kast (AFP/Ernesto BENAVIDES)

O partido Renovação Nacional anunciou nesta quinta-feira (25) o seu apoio à candidatura de José Antonio Kast, de extrema-direita, para o segundo turno das eleições presidenciais do Chile.

Assim, o candidato conseguiu reunir o apoio de todas as forças da direita para o pleito decisivo que acontece em dezembro.

"Vamos entregar o melhor do Renovação Nacional [...] para que, em 19 de dezembro, possamos celebrar aqueles que zelam pela liberdade e pelos fundamentos da institucionalidade", disse o presidente do partido, Francisco Chahuan.

Kast, do Partido Republicano, de extrema-direita, venceu o primeiro turno da eleição presidencial no último domingo, com 27,9% dos votos. Seu adversário será o deputado esquerdista Gabriel Boric, que obteve 25,8%.

A principal legenda da coalizão do atual presidente Sebastián Piñera, a ultraconservadora União Democrática Independente (UDI), ofereceu seu apoio a Kast logo após os resultados do primeiro turno. Em seguida, foi a vez do partido Evolução Política e, agora, do Renovação Nacional, que se define de direita liberal.

Gabriel Boric, por sua vez, conta com o apoio da oposição de esquerda. O candidato já possui o respaldo do Partido Socialista e do Partido Pela Democracia, e agora espera a formalização do apoio da Democracia Cristã, que já foi anunciado pela presidente da formação.

Hoje, Boric também recebeu o respaldo da presidente do Colégio Médico, Izkia Siches, uma figura que ganhou relevância no país durante a pandemia e renunciou a seu cargo para se juntar à campanha do postulante de esquerda.

Os dois candidatos à Presidência do Chile representam posições bastante antagônicas.

Kast é contrário à lei de aborto e ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Também prometeu construir uma cerca na fronteira para evitar a entrada de imigrantes irregulares e propõe benefícios sociais maiores às mulheres casadas.

Boric, da aliança Aprovo Dignidade - que reúne a coalizão Frente Ampla e o Partido Comunista -, propõe a instauração de um Estado de bem-estar com maior força e presença no âmbito social.

pa/msa/llu/rpr/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos