Chile permite viagens ao exterior após queda de infecções por Covid-19

·1 minuto de leitura
Mulher no aeroporto internacional de Santiago, no Chile

SANTIAGO (Reuters) - As autoridades sanitárias chilenas anunciaram nesta quinta-feira que permitirão que chilenos e moradores estrangeiros viagem ao exterior, caso tenham completado seu programa de vacinação, em meio a uma recente queda de infecções pela Covid-19.

No começo de julho, o governo relaxou algumas restrições graças ao maciço e rápido plano de vacinação que já alcançou mais de 13 dos 19 milhões de habitantes com pelo menos uma dose das vacinas que são aplicadas no país sul-americano.

As mudanças foram criadas para beneficiar quem cumpriu a vacinação completa, o que lhes permite ter um "passe de mobilidade".

"A partir de segunda-feira, 26 de julho, também poderá viajar (ao exterior) quem tiver o seu passe de mobilidade habilitado", disse a jornalistas a sub-secretária de Saúde Pública, Paula Daza.

"Segue vigente a proibição a estrangeiros não moradores", acrescentou.

Quem retornar do exterior deve fazer uma quarentena rígida de 10 dias em sua casa, além dos exames para detectar um possível contágio.

As autoridades reiteraram que fortalecerão o controle das fronteiras enquanto existir o temor pela propagação da variante Delta do vírus.

(Por Fabián Andrés Cambero)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos