Chinês é condenado a 1 ano e 4 meses por agredir oficial de combate ao coronavírus

Casal agrediu funcionário com função de combater propagação do novo coronavírus na China

Um homem foi sentenciado a 1 ano e 4 meses de prisão na China por ter agredido, na última sexta-feira, um funcionário público que bloqueava uma via na cidade de Linhai, na província de Zhejiang, com o objetivo de evitar a propagação do novo coronavírus no país. Além dos socos, o agressor também feriu a vítima com um tijolo.

Um vídeo do centro de mídia da Procuradoria Suprema Popular da China, divulgado no aplicativo chinês TikTok, mostra o momento em que o agressor, identificado apenas como Xie, e sua mulher, Shao, desferem vários golpes no oficial. Segundo o jornal "Daily Mail", eles queriam passar pela rua que estava fechada.

A mulher, também condenada, teve uma suspensão da pena em seis meses, ficando sob observação das autoridades. O tribunal levou em consideração a necessidade de ela cuidar dos dois filhos do casal.

"Na batalha de combate ao coronavírus, existem centenas e milhares de policiais na linha de frente, como Wu, que são responsáveis, corajosos e obedientes, disse o promotor Lan Chunmei.

As autoridades chinesas registraram 5.090 novos casos de pessoas infectadas na China nesta sexta-feira, incluindo mais de 120 mortes, elevando o número total de infectados para 63.851, e o número de mortes pela doença, chamada de Covid-19, para 1.380.