Chinês Qu Dongyu é eleito diretor-geral da FAO

Qu Dongyu

O chinês Qu Dongyyu foi eleito no domingo o diretor-geral da FAO, agência das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, com sede em Roma, ao obter maioria absoluta no primeiro turno de votação.

Qu, Vice-Ministro da Agricultura em seu país, é o primeiro chinês a assumir esse cargo, substituindo brasileiro José Graziano da Silva.

O novo diretor-geral obteve 108 votos, a candidata francesa Catherine Geslain-Lanéelle, 71, e o terceiro candidato, o georgiano Davit Kirvalidze, apenas 12 votos, segundo a contagem anunciada após a primeira rodada.

"É uma data histórica, um novo trampolim para a agricultura", declarou o diretor eleito, prometendo "fazer tudo para ser imparcial e neutro".

Também prometeu ações concretas para combater a fome no mundo.

Esta eleição é fundamental porque o novo Diretor-Geral da FAO terá que enfrentar um dos maiores desafios da humanidade diante do aumento da fome no mundo devido ao efeito combinado do aquecimento global e dos conflitos, especialmente na África e no Oriente Médio.