China abre reunião dos Brics apostando no grupo como alternativa para saída de crise global

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Foi aberta nesta quinta-feira (23) em Pequim a 14ª reunião de cúpula dos Brics, grupo das economias emergentes formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que reúne 42% da população mundial e é responsável por 1/4 do Produto Interno Bruto do planeta. A palavra de ordem do evento é cooperação e abertura econômica para lutar contra as crises atuais. Antes mesmo da abertura, Xi Jinping criticou a ampliação das alianças militares e defendeu o aliado Vladimir Putin.

Com informações da AFP e de Stéphane Lagarde, correspondente da RFI em Pequim

É difícil saber exatamente o que está acontecendo na Dioyutai, a residência dos dirigentes estrangeiros em Pequim, que centraliza parte da organização da cúpula. Mas, segundo o Conselho chinês para a promoção de trocas internacionais, o equivalente da Câmara de Comércio chinesa, cerca de 1.000 participantes devem assistir à distância, mas também presencialmente, aos cinco seminários previstos durante o evento.

Os temas escolhidos para essa 14ª cúpula foram: reforma do sistema multilateral, retomada econômica, troca de tecnologias, luta contra as epidemias e desenvolvimento sustentável, todos tendo como pano de fundo o contexto de crise. “As pessoas estão preocupadas com o fato da economia global cair no atoleiro das crises”, declarou o presidente chinês, Xi Jinping, em um discurso na véspera da abertura.

Mas o assunto que parece dominar o encontro em Pequim é a guerra na Ucrânia e as sanções ocidentais contra a Rússia. Antes mesmo da abertura do evento, o presidente da China, Xi Jinping, alertou contra a "ampliação de alianças militares e a busca da própria segurança às custas da segurança de outros países".


Leia mais

Leia também:
Guerra na Ucrânia dá ao Brics chance de relançar bloco de emergentes

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos