China celebra seu famoso festival do gelo

1 / 9
Bicicletas "de neve" estacionadas no Festival anual de gelo e neve de Harbin, na China, no dia 6 de janeiro de 2020

A China inaugurou seu famoso Festival de Gelo e Neve de Harbin (noroeste), que destaca paisagens mágicas de imensos palácios e esculturas iluminadas e conta com nadadores mergulhando em águas geladas e a celebração de casamentos em grupo.

Os fogos de artifício marcaram a abertura oficial do festival na noite de domingo, com edifícios multicoloridos e monumentos feitos com blocos de gelo.

No início do dia, 43 noivas usando casacos e com buquês de rosas nas mãos desfilaram com os namorados para participar de casamentos coletivos.

Nadadores desafiam o frio glacial (-7ºC) em uma piscina improvisada, cortada na espessa camada de gelo do rio Songhua.

O festival deste ano fez uso de 170.000 metros cúbicos de gelo, coletados no rio Songhua.

Milhares de blocos de gelo foram cortados por um exército de mais de 100 operários que trabalharam durantes semanas antes do evento.

Organizado em um dos locais mais frios da China (temperaturas mínimas de -26ºC), o festival de Harbin permite que os visitantes passem por uma verdadeira cidade de gelo, iluminada com nêutrons.

O renomado festival atrai milhões de turistas desde seu lançamento em 1985.

A edição deste ano coincide com a primeira competição de esqui da cidade.

A China está intensificando sua promoção do turismo de neve e gelo em preparação para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

Está sendo construída uma estrada entre a capital e Zhangjiakou, uma cidade localizada a cerca de 150 km e que sediará os Jogos Olímpicos.

Além disso, em 30 de dezembro foi inaugurada uma linha de alta velocidade que liga as duas cidades.