China deve agir para mitigar impacto da Covid e impulsionar crescimento além de 5%, diz membro do BC local

·1 min de leitura
Pedestres caminham em frente ao banco central da China, em Pequim

TÓQUIO (Reuters) - A China deve tomar medidas para atenuar o impacto econômico da Covid-19 e impulsionar o crescimento anual para mais de 5% novamente, disse uma autoridade do banco central do país neste domingo.

Wang Yiming, membro do Comitê de Política Monetária do Banco do Povo da China, disse em um fórum econômico que a gestão eficaz das políticas macroeconômicas é fundamental para estabelecer as bases para que o país atinja a meta de crescimento nacional de cerca de 5,5%.

O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 4,8% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Pequim deve expandir "ativa e efetivamente" a demanda doméstica, estabilizar as cadeias de suprimentos industriais do país e gerenciar as expectativas do mercado, disse Wang.

Os comentários foram feitos enquanto Xangai --a cidade mais populosa da China e o centro econômico mais importante-- luta contra o maior surto de Covid do país.

(Por Norihiko Shirouzu e Ryan Woo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos