China diz que caixas-pretas de avião acidentado estão muito danificadas

·1 min de leitura
Equipes de resgate trabalham em local de queda de avião em Wuzhou, na região autônoma de Guangxi Zhuang, na China

Por Stella Qiu e Jamie Freed

PEQUIM/SYDNEY (Reuters) - A autoridade aeronáutica da China disse nesta quarta-feira que as caixas-pretas de um Boeing BA 737-800 da China Eastern Airlines que caiu no mês passado foram seriamente danificadas e ainda está buscando recuperar e analisar os dados que possam ajudar a determinar a causa do acidente.

A queda, o primeiro acidente aéreo fatal na China desde 2010, matou 132 pessoas quando o voo de Kunming para Guangzhou despencou repentinamente da altitude de cruzeiro e caiu nas montanhas de Guangxi em 21 de março.

Em uma declaração em seu relatório preliminar sobre o acidente, a Administração de Aviação Civil da China (CAAC) não divulgou nenhuma informação do gravador de dados de voo e do gravador de voz da cabine que foram enviados a Washington para análise.

A CAAC disse que a tripulação de voo era qualificada, o avião era mantido adequadamente, o clima estava bom e não havia objetos perigosos no avião antes do acidente. O impacto criou uma cratera de quase 3 metros de profundidade e 45 metros quadrados de largura.

O especialista em aviação chinês Li Xiaojin disse que as descobertas preliminares mostraram que não houve problemas com os procedimentos de voo, o que significa que os dados das caixas pretas seriam fundamentais para determinar a causa do acidente.

"Levará pelo menos um ano para eles concluírem a investigação", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos