China diz que situação da Covd-19 está em "nível baixo" após feriado

Pessoa usando trajes de proteção em estação ferroviária de Pequim

PEQUIM (Reuters) - A China disse nesta segunda-feira que a situação da Covid-19 no país está em um "nível baixo" e que as visitas clínicas por febre devido ao coronavírus durante o Ano Novo Lunar caíram cerca de 40% em relação ao cenário antes do feriado de uma semana.

"A situação epidêmica geral no país entrou em um nível baixo e a situação epidêmica em vários lugares manteve uma tendência constante de queda", disse o porta-voz da Comissão Nacional de Saúde, Mi Feng, em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

As viagens domésticas, bem como as para dentro e fora da China durante o feriado, aumentaram de forma acentuada enquanto milhões embarcaram em aviões, trens, ônibus e rodovias depois que Pequim desmantelou abruptamente uma política rígida de quase três anos no início de dezembro.

As viagens de passageiros durante o período anual de pico atingiram 892 milhões entre 7 e 29 de janeiro, um aumento de 56% em relação a 2022, disse uma autoridade do Ministério dos Transportes a repórteres, mas uma queda de 46,9% em relação ao mesmo período de 2019.

O súbito afrouxamento das restrições contra a Covid-19 na China foi seguido por uma onda de infecções em sua população de 1,4 bilhão de pessoas. Um proeminente cientista do governo disse em 21 de janeiro que 80% das pessoas já haviam sido infectadas, tornando remota a possibilidade de uma grande retomada dos casos nos próximos meses.

Alguns especialistas alertaram que as viagens do Ano Novo Lunar, conhecidas antes da pandemia como a maior migração de pessoas do mundo, desencadeariam uma onda de infecções em áreas rurais menos equipadas para lidar com elas.

Na semana passada, no entanto, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China disse que não houve uma volta significativa das infecções durante o feriado, o número de casos e mortes graves por Covid-19 caiu e nenhuma nova cepa mutante foi identificada.

O centro também disse na semana passada que os casos de Covid-19 em estado crítico na China caíram 72% em relação ao pico no início deste mês, enquanto as mortes diárias entre pacientes com coronavírus em hospitais caíram 79% em relação ao maior nível.

Alguns especialistas globais disseram que os dados relatados pela China sobre mortes relacionadas à Covid-19 podem subestimar muito o total real porque excluem aqueles que morrem em casa, enquanto alguns médicos disseram que foram desencorajados a citar o coronavírus como causa da morte.

(Reportagem de Ethan Wang e Bernard Orr)