China e Timor-Leste firmam acordos econômicos

O Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, firmou nesta sexta-feira (3) uma série de acordos de cooperação econômica com o Timor-Leste, na última etapa de uma viagem de dez dias pelo Pacífico Sul.

Wang Yi e a titular da diplomacia do Timor-Leste, Adaljiza Magno, firmaram acordos sobre agricultura, cooperação técnica e econômica e entre os meios de comunicação.

Os dois também assinaram um acordo para o envio de uma equipe médica chinesa para o Timor-Leste, país mais novo do sudeste asiático, de acordo com a ordem do dia entregue aos jornalistas

Países como os Estados Unidos e a Austrália temem a influência cada vez maior da China nessa região do Pacífico Sul. As Ilhas Salomão, por exemplo, firmaram um pacto de segurança com Pequim.

Mas no Timor-Leste não foi assinado nenhum acordo no âmbito militar ou de segurança.

"As relações bilaterais entre Timor-Leste e China têm sido excelentes, especialmente no âmbito econômico", declarou à imprensa o ministro da Economia do Timor-Leste, Joaquim Amaral, referindo-se ao papel que Pequim pode desempenhar na adesão de seu país à Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean).

A China considera o Timor-Leste um parceiro para a sua estratégia de investimento, em relação ao emblemático projeto "Nova Rota da Seda", do presidente Xi Jinping.

str-jfx/axn/mr/sba/sag/eg/ap/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos