China "lamenta" que Austrália ofereça refúgio a cidadãos de Hong Kong

·1 minuto de leitura
A Austrália ofereceu refúgio para cidadãos de Hong Kong, o que irritou o governo da China

A China criticou nesta quinta-feira a decisão da Austrália de oferecer refúgio a milhares de cidadãos de Hong Kong e de suspender um acordo de extradição com o território, medidas que chamou de "interferência" em seus assuntos.

"A China lamenta e se opõem com veemência às acusações e medidas infundadas anunciadas pelo governo australiano a respeito de Hong Kong", afirmou em um comunicado um porta-voz da embaixada da China em Canberra.

A Austrália decidiu prorrogar por cinco anos os vistos para que os quase 10.000 cidadãos de Hong Kong residentes em seu território possam permanecer no país. Também sugeriu a possibilidade de iniciar uma via legal para a residência permanente destas pessoas.

Além disso, o primeiro-ministro Scott Morrison afirmou que o governo suspenderá o acordo de extradição com o território semiautônomo, alegando que a adoção da nova lei sobre segurança nacional em Hong Kong "constitui uma mudança fundamental das circunstâncias".