China lança ao espaço seu foguete mais potente, o Longa Marcha 5

Lançamento do foguete Long March-2F, que carrega a nave Shenzou-11, em Jiuquan, China, no dia 17 de outubro de 2016

A China lançou ao espaço nesta quinta-feira o foguete mais potente da sua história, capaz de colocar até 25 toneladas na órbita terrestre baixa, anunciaram meios oficiais.

O Longa Marcha 5 decolou às 20h43 (10h43 de Brasília) no recém-construído centro espacial de Wenchang, na ilha de Hainan (sudeste), disse a agência de notícias Xinhua.

Testes realizados com o foguete em instalações secretas situadas perto de Pequim apontaram uma séries de falhas, e o projeto foi atrasado durante vários anos, segundo o jornal South China Morning Post, citando fontes oficiais.

A capacidade de 25 toneladas ainda está longe das 154 toneladas que o foguete americano Saturno V, que permitiu levar os astronautas à lua em 1969.

As autoridades chinesas consideram sua exploração espacial militar um símbolo da nova potência do país. Pequim investiu centenas de milhões de dólares nos seus programas espaciais para tentar alcançar a Europa e os Estados Unidos.

O gigante asiático, que mandou o seu primeiro homem ao espaço em 2003, conseguiu manter a missão tripulada "Shenzhu-10" 15 dias em órbita em volta da Terra em 2013.

Pequim pretende montar em 2022 sua própria estação espacial habitada, quando a Estação Espacial Internacional (ISS) deixar de funcionar.