China lança satélite espião capaz de captar imagens através das nuvens

China lança satélite espião capaz de captar imagens através das nuvens
China lança satélite espião capaz de captar imagens através das nuvens
  • O satélite Yaogan 33 decolou Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan no deserto de Gobi, no dia 2 de setembro;

  • A China diz que a espaçonave será usada na prevenção de desastres;

  • Analistas espaciais ocidentais sugerem que o satélite atende a interesses militares da China

A China lançou um misterioso satélite espião que "monitora a terra, o rendimento das colheitas e os desastres naturais", mas também poderá reunir inteligência militar, de acordo com alguns analistas.

O satélite Yaogan 33 decolou junto ao foguete Long March 4C da China do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan no deserto de Gobi, no dia 2 de setembro. Este foi o 35º lançamento bem-sucedido da potência espacial do leste da Ásia este ano.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 MinutosA Força Espacial dos EUA captou dois novos objetos em órbita associados ao lançamento de Jiuquan: o novo satélite em uma órbita e o estágio superior do Long March 4C orbitando com uma órbita mais baixa. Pouco se sabe sobre Yaogan 33, uma nova série classificada de satélites de sensoriamento remoto. A China diz que a espaçonave será usada para "experiências científicas, censo de recursos terrestres nacionais, estimativa de colheita e prevenção de desastres".

Analistas espaciais ocidentais sugerem, no entanto, que os satélites da série Yaogan atendem a usuários civis e militares na China. No mês passado, a China lançou novos lotes de satélites Yaogan 35, que podem ser usados ​​para tarefas de observação da Terra ou coleta de inteligência de sinais.

O site Nasaspaceflight informou que o satélite anterior da série 33, Yaogan 33 , lançado no final de 2020, era provavelmente um sistema de radar de abertura sintética (SAR) fixado no espaço que poderia captar imagens através das nuvens e durante a noite. Uma tentativa de lançamento do que poderia ter sido o primeiro satélite da série terminou em fracasso em 2019, segundo informações da SpaceNews

A China realizou 35 lançamentos até agora em 2022, com o principal empreiteiro espacial do país, CASC. O objetivo do país é fazer mais de 50 lançamentos este ano. A título de comparação, os Estados Unidos já efetuaram 50 incursões espaciais até o dia 5 de setembro.