China não registra nenhum novo caso de contágio local; país teve 34 novos casos, todos importados

O GLOBO, com agências internacionais

PEQUIM - A China anunciou quinta-feira que, nas últimos 24 horas, não registrou nenhum novo caso de contaminação local do coronavírus Sars-CoV-2, embora tenha verificado 34 casos originários de pessoas do exterior, segundo informações oficiais.

Conforme relatado pela Comissão Nacional de Saúde, esses 34 casos importados constituem o maior aumento diário em duas semanas. Segundo a Comissão, os casos importados agora totalizam 189.

Este é o primeiro dia sem casos locais de contaminação desde que as autoridades locais definiram os critérios de contagem em janeiro.

A Comissão também informou oito outros pacientes mortos pela epidemia, elevando o número total de mortes na China continental para 3.245.

Números registrados mostram que o surto de coronavírus parece estar sob controle na cidade de Wuhan, capital da província chinesa de Hubei e onde o Covid-19 foi identificado inicialmente em dezembro de 2019.

De acordo com o balanço mais recente, atualmente existem apenas 7.263 pacientes ainda em tratamento médico na China para a infecção por COVID-19.

Fim do bloqueio

O país já planeja o fim do bloqueio de Wuhan. Ele acontecerá quando não houver novos casos por 14 dias.

No entanto, medidas estritas de controle e prevenção de doenças ainda serão necessárias para evitar uma possível recuperação, informou o China Daily na quinta-feira, citando o epidemiologista Li Lanjuan.

Li é o diretor do Laboratório Estatal de Chaves da China para Diagnóstico e Tratamento de Doenças Infecciosas.

— Se nenhum novo caso de coronavírus for relatado por 14 dias consecutivos em Wuhan após o último caso relatado, acreditamos que será o momento em que o bloqueio poderá ser gradualmente levantado — disse Li ao China Daily. — Esperamos que novos casos deixem de aparecer em meados ou no final de março.

— Depois que o bloqueio for afrouxado, ainda precisamos executar estritamente medidas de rotina para prevenir e controlar o vírus, a fim de evitar uma possível recuperação do surto — completou.

Wuhan, uma cidade de 11 milhões de habitantes e a capital da província central de Hubei, está fechada desde o festival do Ano Novo Lunar em meados de janeiro e continua sendo a única cidade ainda designada como "de alto risco" na província e sujeita a rigorosas restrições. proibições de viagens.

O número de mortos pelo coronavírus em Hubei era de 3.130 em 18 de março, representando mais de um terço da contagem global de mais de 8.000 mortes.