China nega existência de "esquadras ilegais" no estrangeiro

Denúncias têm-se multiplicado por toda a Europa. Pequim fala antes em "centros de serviços para chineses"