China ordena que mineiros produzam mais para contornar crise

·1 minuto de leitura
A demanda por energia tem aumentado com a diminuição do isolamento. Foto: Getty Images.
A demanda por energia tem aumentado com a diminuição do isolamento. Foto: Getty Images.
  • País asiático está passando por uma grave escassez de energia

  • Nos últimos meses, diversas regiões passaram por apagões

  • A demanda por energia tem aumentado com a diminuição do isolamento

A China enviou aos trabalhadores de suas minas de carvão a ordem de que aumentassem a produção do mineral. A determinação vem em meio a uma grande crise energética no país, que vem causando uma série de apagões em várias regiões. Três das maiores províncias produtoras se prontificaram a atender às demandas.

Recentemente, com a redução das restrições em relação ao isolamento da pandemia do covid-19, tem havido um maior consumo de energia no país. No entanto, com o aumento do custo de produção, a indústria chinesa tem diminuído a saída de minério para o mercado. Como o governo central controla os preços, a indústria não teve margem para aumentar seus preços.

Leia também:

Nos últimos meses, diversas províncias chinesas têm sofrido de apagões. Na região da Mongólia Interior, no norte do país, o governo local determinou que 70 minas de carvão aumentem sua produção anual a quase 100 milhões de toneladas. Sendo a segunda região a mais produzir o mineral, o aumento representaria um crescimento de quase 3% no consumo anual total da China.

Na semana passada, a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reformas entrou em contato com as mineradoras e empresas de fornecimento de energia para que assinassem novos contratos a fim de resolver o problema.

As informações são da BBC News.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos