China passará a vacinar crianças a partir de 3 anos com Coronavac

·1 minuto de leitura
A healthcare worker prepares a dose of the Sinovac COVID-19 vaccine during a vaccination session for medical staff who work at private clinics in Caracas, Venezuela, Friday, May 28, 2021. (AP Photo/Matias Delacroix)
Foto: Photo/Matias Delacroix
  • Informações são do laboratório Sinovac, que produz o imunizante

  • Testes clínicos foram concluídos e devem ser divulgados logo

  • O país já aplicou quase 800 milhões de doses

A China se prepara para começar a imunizar crianças a partir de três anos contra a Covid-19 e ser o primeiro país do mundo a vacinar pessoas nesta faixa etária. As informações são do laboratório Sinovac, produtora da Coronavac.

Quase 800 milhões de doses de imunizantes já foram aplicadas no país, onde o vírus se manifestou pela primeira vez, em 2019. Até o momento, apenas pessoas maiores de 18 anos receberam a vacina.

Pequim afirmou que pretende imunizar pelo menos 70% da sua população até o fim de 2021, o que representa um total de 1 bilhão de pessoas. No momento, a cidade já está praticamente livre da pandemia.

Leia também

De acordo com informações repassadas pelo laboratório Sinovac à AFP, a vacina produzida por eles, a Coronavac, é segura para ser aplicada em menores de idade. "Foi aprovado [o uso da] vacina da Sinovac nos últimos dias para a faixa de três aos 17 anos", afirmou o porta-voz do laboratório.

Os estudos clínicos com crianças e adolescentes já foram concluídos, disse o laboratório, e serão divulgados pela revista britânica The Lancet.

Além do imunizante da Sinovac, aplicado em duas doses, a China também liberou o uso de vacinas da Sinopharm, que também necessita de duas doses, e da Cansino Biologics, que é aplicada em dose única.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já aprovou o uso em adultos das vacinas da Sinovac e da Sinopharm.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos