China registra mais 15 mortes provocadas pelo coronavírus; total chega a 41

RIO — A província chinesa de Hubei comunicou na noite desta sexta-feira a morte de mais 15 pessoas em decorrência do coronavírus. Com isso, o número total de fatalidades chega a 41, todos na China. O país também conta com 1.287 casos confirmados.

A capital de Hubei é Wuhan, de 11 milhões de habitantes, cidade onde foram registros os primeiros casos de coronavírus. Um hospital com mil leitos, voltado para o tratamento das vítimas do surto, será construído no município. Os equipamentos já estão na região.

A China registrou 830 pacientes infectados e 177 estado em grave. Outros 1.072 casos estão sendo avaliados. Alguns de seus mais famosos ícones culturais, como a Cidade Proibida de Pequim e trechos da Grande Muralha, foram fechados para evitar a propagação do vírus.

No Twitter, o presidente Donald Trump elogiou o governo chinês por seus esforços para restringir a difusão do vírus:

"A China está trabalhando bastante para conter o coronavírus. Os EUA agradecem por seus esforços e transparência. Tudo vai dar certo. Agradeço particularmente, em nome do povo americano, ao presidente Xi!".