China rejeita acusações americanas de manipulação do yuan

(Arquivo) O yuan não é livremente conversível e o governo chinês limita seu movimento em relação ao dólar dos EUA

O Banco Central da China rebateu, nesta terça-feira, as acusações dos Estados Unidos de manipular sua moeda após uma desvalorização do yuan em relação ao dólar, em plena guerra comercial.

"Pequim se opõe firmemente" a estas declarações do secretário americano do Tesouro, Steve Mnuchin, reagiu o Banco Central, que controla diariamente o índice de câmbio da moeda chinesa.

"A parte americana não levou em consideração os fatos e chamou de maneira irracional a China de manipulador da moeda", afirma um comunicado.