China vai assinar acordo de quarentena para importação de milho brasileiro, diz alfândega

Colheita de milho

PEQUIM (Reuters) - A China concluirá a assinatura do acordo de quarentena para importações de milho brasileiro e de amendoim e soja do Malawi como parte de sua diversificação das importações de grãos, disse Li Kuiwen, porta-voz da Administração Geral de Alfândegas, durante entrevista coletiva em Pequim na quarta-feira.

A autoridade alfandegária disse em maio que havia finalizado um acordo para permitir a importação de milho brasileiro, alinhando uma alternativa ao produto norte-americano em meio à busca por substitutos das importações da Ucrânia.

(Por Stella Qiu e Dominique Patton)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos