Chinesa Sinopharm pode enviar mais de 1 bi de vacinas contra Covid ao exterior no 2º semestre

·1 minuto de leitura
Logo da Sinopharm em feira de negócios em Pequim

PEQUIM (Reuters) - A farmacêutica estatal chinesa Sinopharm tem capacidade para distribuir mais de 1 bilhão de doses de vacinas contra Covid-19 ao restante do mundo no segundo semestre, disse seu presidente, Liu Jingzhen, nesta quarta-feira.

Tal nível de capacidade de suprimento pressupõe que a demanda de vacinação da China será atendida, disse Liu em um painel do Fórum Global de Saúde do Fórum de Boao para a Ásia.

"Nossa capacidade de produção anual ultrapassa 5 bilhões de doses", afirmou Liu. "Esta é a nossa própria capacidade".

Ele não quis revelar quantas vacinas a farmacêutica estatal concordou em proporcionar ao Covax, programa global de compartilhamento de doses, principalmente com países pobres.

Duas vacinas da Sinopharm estão sendo usadas na China, uma das quais obteve aprovação de uso emergencial da Organização Mundial da Saúde (OMS) -- um requisito para uma vacina ser incluída no Covax.

Liu disse que a Sinopharm também planeja uma instalação de fabricação de uma terceira vacina, que está passando por um teste clinico de estágio inicial.

A aliança de vacinas Gavi está conversando com a Sinovac Biotech, outra grande fornecedora de vacinas contra Covid-19 da China, para ampliar o portfólio do Covax, disse um porta-voz da Gavi nesta quarta-feira.

Em fevereiro, a China prometeu fornecer 10 milhões de doses ao Covax.

(Por Roxanne Liu e Ryan Woo)