Chris Evans é ‘cancelado’ por trabalho em série

·1 minuto de leitura

\Resumo da notícia:

  • Ator está sendo criticado por série sobre o Oriente Médio.

Chris Evans foi “cancelado” nas redes sociais na última segunda-feira (16) por causa da série “Influence and Power in the Middle East''. Ele é produtor da atração, que em seis episódios e quer explorar o passado, o presente e o futuro dos Estados Unidos na região, e tem apresentação de um ex-agente da CIA, hoje congressista pelo Texas, Will Hurd.

Leia mais:

A principal crítica à produção é que ela não será imparcial, já que serão ouvidos legisladores e políticos americanos, como o embaixador John Bolton, o secretário de Proteção Leon Panetta e o secretário de Estado Mike Pompeo - ou seja, sem representatividade de vozes MENA, sigla em inglês para Oriente Médio e Norte da África. A série tem episódios dedicados ao Iêmen, Arábia Saudita, Palestina, Irã e Síria, e as críticas ao ator também vêm embaladas pela decisão do governo americano de retirar de vez suas tropas do Afeganistão e a subida do Talibã ao poder do país.

“Esse presente de propaganda da CIA de Chris Evans é grotesco. Além da DISTINTA falta de vozes MENA, você está reservando JOHN BOLTON, a pessoa que por muitos anos espumou no conceito de batalha com o Irã, para ser o principal orador da nação? AMBOS OS LADOS, hein? que piada maldita", disse um internauta.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos