Chris Hipkins: De responsável por travar a Covid-19 a Primeiro-ministro

Chris Hipkins sucederá a Jacinda Ardern na chefia do governo da Nova Zelândia.

O homem que desempenhou um papel de liderança na resposta do país à pandemia da Covid-19, e que se ocupava agora da Educação e da Polícia, enquanto ministro, foi o candidato, o único, nomeado para chefiar o Partido Trabalhista após a demissão da sua líder, na quinta-feira.

Os deputados do Partido Trabalhista reúnem-se este domingo às 13h00 hora local, meia-noite em Lisboa, para dar o seu aval à nomeação e firmar Hipkins como seu novo líder.

O anúncio da demissão de Ardern foi uma surpresa. A governante, que deixará o executivo a sete de fevereiro, afirmava que não tinha "mais energia" para continuar no cargo.

Hipkins, de 44 anos, assumirá a chefia do governo, pelo menos, até às eleições de 14 de outubro. Ele será o 41º responsável pelo executivo neozelandês.