Christiane Torloni relembra mulheres fortes na TV e revela: "Achava que ia morrer antes dos 30"

Cristiane Torloni fez um balanço de seus 50 anos de carreira em papo com o Yahoo! Entrevista, e relembrou que a mesma intensidade que dedicou ao teatro e a televisão quase acabou com sua vida ainda na adolescência.

"Eu achava que não ia chegar aos 30 anos, tive que avaliar se eu ia sobreviver a mim mesma. Fiz esportes muito radicais quando era adolescente, pilotei kart, sofri acidentes, vivia me quebrando. Era uma necessidade de quebrar limites o tempo todo, e isso depois foi o que me levou a ser atriz. O tempo todo me sinto em perigo quando estou em cena, quero sempre me desafiar", afirmou a atriz.

Leia também:

Durante a pandemia, Cristiane voltou às casas dos brasileiros em duas reprises: com 'Fina Estampa', que voltou ao horário nobre da Globo, e a reedição de 'Mulheres Apaixonadas' em agosto de 2020. Na trama de Manoel Carlos, Torloni interpretou Helena, mulher casada que se vê diante de um dilema moral ao voltar a se apaixonar por um amante do passado.

"Helena e a novela não são temas datados. Eu fiquei muito espantada quando revi algumas cenas. Particularmente uma cena que a Helena está contando para o personagem da Suzana Vieira, ela era diretora da escola, e passa na frente da porta da sala de aula e vê um homem estranho, e em cima da mesa da professora, armas substituem os livros. E o cara tá dizendo, não tem utilidade nenhuma vocês aprenderem história, filosofia. Tem que aprender a usar arma. Eu até postei no Instagram, estamos vendo essa loucura do processo de retomar o processar de armar a civilização no Brasil, e a novela falava disso na época. A novela também é muito atual porque Helena é uma anti heroína, uma mulher cheia de defeitos, de sombras", afirmou a atriz.

'A Viagem' também foi outra novela de Torloni que voltou para a TV durante a pandemia, e a atriz afirma que Diná é outra personagem que envelheceu bem. "Ela é incorretíssima no começo da novela, uma mulher muito chata, com coisas que a gente detesta. E por isso também muito atual. A Viagem tem uma dramaturgia muito impressionante, lembro que as crianças ficavam muito impressionadas com a novela, elas me perguntavam na rua se elas iam encontrar o pet que morreu, o amiguinho, além da família".

A atriz, que já tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19, afirmou que o isolamento social de um ano e meio exigiu o mesmo tipo de disciplina que desenvolveu ao começar a atuar em novelas longas na TV. "Eu já fiz muitas quarentenas na vida. Quando você faz uma novela, você sabe que vai viver num tipo de isolamento por um ano. É disciplina, disciplina e disciplina. E muita gente não estava preparada para esse regime de privação, para essa imersão radical em si mesmo. A quarentena pegou muita gente de surpresa nesse sentido".

Com 64 anos, Cristiane Torloni afirmou que se sente plena com seu corpo e saúde mental, e que está feliz com a idade." Acho uma maravilha a passagem do tempo. Se você mantém o que os budistas chamam de rigor de continuidade, você pode receber coisas que você não imaginaria. Tinha um lugar dentro de mim, que se você não potencializar te mata, que era o lugar da arte. O importante é jogar luz em todos os aspectos de nossa pisquê. Sinto que estou melhor hoje nesse sentido".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos