Churrasco de Bolsonaro tem picanha de R$ 1.799,99 o quilo

·1 minuto de leitura
Bolsonaro posa ao lado do churrasqueiro Tchê, no Palácio da Alvorada, segurando duas embalagens de Picanha Mito
Picanha Mito é vendida por R$ 1.799,99 o quilo (Foto: Reprodução)
  • Jair Bolsonaro ofereceu um churrasco no Palácio da Alvorada no Dia das Mães, com peças de picanha que custa R$ 1.799,99 o quilo

  • Churrasqueiro contratado veio de Belém do Pará

  • Pacote da picanha é personalizado com slogan de campanha de Bolsonaro e chama "Picanha Mito"

No domingo, Dia das Mães, o presidente Jair Bolsonaro realizou um churrasco para amigos no Palácio da Alvorada, que contou com peças de picanha que custam R$ 1.799,99 o quilo. O churrasqueiro contratado veio de Belém do Pará e postou uma foto ao lado de Bolsonaro nas redes sociais.

Em sua página no Instagram, Tchê - apelido do churrasqueiro - aparece com Bolsonaro e dois pacotes de carne, em uma embalagem personalizada com o slogan da última campanha presidencial: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Leia também

A mesma foto está no perfil do Frigorífico Goiás, e a legenda avisa: "Picanha Mito".

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, que entrou em contato com a empresa, a peça de picanha de gado da raça wagyu, de origem japonesa, com a embalagem personalizada é vendida por R$ 1.799,99 o quilo.

Conforme apuração da Folha, uma peça tem em média 350g e custa cerca de R$ 600. O churrasco do Alvorada teve ao menos duas dessas picanhas, em um total de R$ 1.200 em apenas 700g de carne.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos