Chuva deixa mais de 3 mil desalojados em Porciúncula, no Noroeste Fluminense

Rodrigo de Souza
·3 minuto de leitura

A água do Rio Carangola tomou as cidades de Porciúncula e Natividade, no Noroeste Fluminense, após as chuvas deste sábado (20). O nível do rio atingiu a altura de 8,40m, mais de três metros além da marca de inundação. Os temporais desalojaram milhares de pessoas e também provocaram deslizamentos, além de impossibilitar o abastecimento de água na região.

Em Porciúncula, 135 pessoas ficaram desabrigadas e 3,1 mil ficaram desalojadas, segundo o balanço mais recente da prefeitura, divulgado no início da tarde deste domingo. Ao todo, 8,6 mil pessoas foram afetadas pelas enchentes. Os desabrigados estão sendo recebidos em quatro locais: o Colégio José de Lannes, as Escolas Vovó Dininha e Mirela Lira e a Igreja Metodista.

De acordo com a administração municipal, os bairros mais afetados foram Centro, Ilha, Operário, Nossa Senhora da Penha, João Francisco Braz e João Clóvis Breijão. A passarela que liga os bairros João Clóvis Breijão e Centro chegou a ser interditada. A ponte não suportou a pressão das águas e está cedendo, informou a prefeitura.

Neste sábado, devido às fortes chuvas, a Cedae também interrompeu o fornecimento de água na cidade, cuja Estação de Tratamento de Água (ETA) foi prejudicada. O abastecimento foi normalizado por volta das 14h deste domingo.

Segundo a prefeitura, uma mudança de tempo nesta manhã de sábado fez o nível do rio recuar para 6,39m. No entanto, diversos pontos da cidade continuam alagados.

O secretário estadual de Defesa Civil e comandante geral do Corpo de Bombeiros, Leandro Monteiro, esteve no município esta tarde para avaliar os danos causados pelo temporal. Ele percorreu a cidade com o prefeito Leo Coutinho (Republicanos) e o secretário municipal de Defesa Civil, Josiel Ieka.

Em Natividade, a quantidade de desabrigados e desalojados ainda está sendo apurada pela Prefeitura, e um balanço detalhado deve ser divulgado nesta tarde, de acordo com a Secretaria de Assistência Social.

— Ao contrário de Porciúncula, tivemos poucas famílias desalojadas, e elas já estão sendo assistidas. Agora estamos fazendo o cadastro das pessoas nos bairros que mais precisam — disse o prefeito da cidade, Severiano Neném (PROS), em live no Facebook no início da tarde deste domingo.

Na cidade, uma encosta deslizou sobre um trailer de lanches na Rua Governador Portela e atingiu o proprietário do veículo. Segundo a prefeitura, ele foi socorrido com fraturas por um helicóptero dos Bombeiros e está internado.

A cidade também teve o fornecimento de água interrompido, mas ele foi retomado às 12h40 deste domingo, de acordo com a prefeitura.

Os temporais em Porciúncula e Natividade acendem um alerta para a cidade do Rio. O Centro de Operações da Prefeitura informou que o município entrou em estágio de mobilização às 13h50 deste domingo, devido à ocorrência de chuva fraca a moderada em diferentes locais da Zona Oeste.

De acordo com o Sistema Alerta Rio, há condições na atmosfera para a formação rápida e repentina de chuva fraca a moderada sobre o município.

O estágio de mobilização é o segundo nível em uma escala de cinco e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade.