Chuva deixa SP em atenção, causa lentidão no trânsito e afeta trens

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após uma semana abafada e com temperaturas elevadas, um forte temporal atinge São Paulo no começo da tarde desta sexta-feira (17) e deixa parte da cidade em estado de atenção para alagamentos. O temporal também afeta a circulação de trens e causa congestionamento acima da média para o horário.

Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência), da prefeitura, as zonas oeste, parte da sul e as marginais Tietê e Pinheiros entraram às 12h30 em estado de atenção para alagamentos. Chove forte nas regiões de Santo Amaro, Cidade Ademar e Jabaquara e de forma moderada em Campo Limpo.

Às 13h, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) registrava 54 km de congestionamento, o que corresponde a 6,3% dos 868 km de vias monitoradas -acima da média superior para o horário, que é de 4,7%. As piores regiões são oeste (24 km), sul (21 km), centro (4 km), norte (3 km) e leste (2 km).

O temporal afeta a circulação de trens do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A linha 5-lilás do Metrô circula com velocidade reduzida entre as estações Capão Redondo e Largo Treze. Já na CPTM, a redução e maior tempo de parada acontece nas linhas 9-esmeralda, da estação Cidade Jardim a Socorro desde as 12h40, e na 10-turquesa em toda a sua extensão desde as 13h.

De acordo com os meteorologistas, a chuva desta sexta ocorre em decorrência da passagem de uma frente fria pelo Estado em direção ao oceano. Deve chover de forma mais intensa à noite, com possibilidade de transbordamentos de rios e córregos, além de quedas de árvores com as fortes rajadas de vento.

A propagação da frente fria pelo oceano muda o tempo neste fim de semana provocando aumento de nebulosidade, declínio das temperaturas e chuvas mais generalizadas. A continuidade das precipitações durante o sábado (18) e domingo (19) aumenta o potencial para deslizamentos, principalmente em áreas de risco.

O fim da estação mais quente do ano acontece às 7h29 da próxima segunda-feira (20), com a chegada do outono, quando a nebulosidade começa a diminuir, embora ainda sejam esperadas chuvas no nordeste e no leste do Estado.