Chuva forte deixa famílias desalojadas no estado do Rio

Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil
·2 minuto de leitura

A chuva forte que atingiu Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, deixou aproximadamente 150 famílias desalojadas, principalmente no distrito de Xerém, área mais afetada da cidade. Segundo a prefeitura, essas famílias devem procurar os pontos de apoio para fazer o cadastro para o recebimento do auxílio financeiro.

Para ajudar os moradores, foram montados três pontos: um no bairro Santo Antônio, um em Xerém e um no bairro Carreteiro. Até o momento, não houve a necessidade de instalação de abrigo provisório.

O governo estadual está providenciando o envio de 100 kits de limpeza e cestas básicas para auxiliar na higienização das casas afetadas e para o retorno das famílias atingidas, assim que houver condições favoráveis de segurança e saúde nesses locais. Serão doados mil colchões para as famílias desalojadas.

Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, quatro famílias desabrigadas receberão quatro novos apartamentos doados pela prefeitura de Duque de Caxias, por meio do programa Minha Casa Minha Vida.

A tempestade durou algumas horas na terça-feira (22) e matou uma mulher, identificada como Fátima Marina Fernandes de Carvalho, de 61 anos. Segundo o subsecretário de Defesa Civil de Duque de Caxias, André Xavier, ela foi retirada de uma enxurrada na localidade Posto Carreteiro, mas já não tinha vida quando foi levada para o Hospital Municipal Moacyr do Carmo.

Houve ainda o caso de uma adolescente de 16 anos que foi levada pela correnteza, mas conseguiu se salvar com a ajuda de vizinhos. A jovem chegou a ser levada para o Hospital Adão Pereira Nunes e já recebeu alta.

Petrópolis

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias de Petrópolis, na Região Serrana, registrou até o momento 22 ocorrências devido às fortes chuvas dessa quarta-feira (23). Ao todo, são 22 residências interditadas por causa dos deslizamentos de terra, sendo 12 no bairro de Siméria, cinco no São Sebastião e cinco no Independência. Seis famílias estão desalojadas, segundo a Secretaria de Assistência Social. Não há registros de feridos.

As famílias serão cadastradas pela prefeitura e aquelas que se enquadrarem nos requisitos poderão solicitar o aluguel social.

A Defesa Civil informou que continua em estado de atenção devido à previsão de chuva forte, entre os dias 24 e 25, em que o acumulado de chuva pode chegar a 60 milímetros. Em caso de emergência, deve-se acionar a Defesa Civil pelo telefone 199. Pessoas que residem em área de risco, em caso de necessidade ou acionamento das sirenes, devem procurar os pontos de apoio imediatamente.