Chuva volta a provocar alagamentos na Grande São Paulo

TAYGUARA RIBEIRO
·3 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, BRASIL. 20.10.2020 - Transbordamento do córrego do Tremembé.  (foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, BRASIL. 20.10.2020 - Transbordamento do córrego do Tremembé. (foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Grande São Paulo sofre com alagamentos provocados pela forte chuva que atinge a região na tarde desta terça-feira (20). A zona norte da capital paulista é uma das regiões mais afetadas pela tempestade.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta de 17h havia 44 chamados para enchentes na região metropolitana. Os bombeiros também relataram 37 quedas de árvores e três desabamentos.

A zona norte da capital paulista foi uma das regiões mais atingidas. Pelo menos cinco carros ficaram empilhados no Imirim após serem arrastados pela água. Entre eles estava o de Josué Ferreira da Silva, 26 anos. “A minha esposa estava na garagem e gritou para eu tirar o carro, mas, quando eu vi, ele já estava boiando”, diz o bombeiro civil. Segundo ele, o Pálio preto não tinha seguro e ainda restam dez parcelas para o pagamento do veículo.

Na Casa Verde, bairro da zona norte de São Paulo que já havia sofrido com a chuva na segunda-feira (19), ocorreu o desabamento de um telhado do último andar de um prédio, localizado na rua Relíquia. Quatro viaturas dos bombeiros foram para o local. Não h ouve vítimas.

Na Cachoeirinha, também na zona norte, ocorreu a queda de uma árvore de grande porte na rua Aratangi. Uma pessoa ficou ferida e ainda não existem informações sobre o estado de saúde dela. A via ficou interditada.

Foi decretado estado de alerta para alagamentos na Casa Verde, por causa da chuva, segundo o CGE (Centro de Controle de Emergências) da Prefeitura de São Paulo, gestão Bruno Covas (PSDB). O Córrego Mandaqui, na rua Zilda com a avenida Engenheiro Caetano Álvares, transbordou por volta das 15h20.

Segundo o CGE, foram pelo menos 29 pontos intransitáveis na capital paulista. A maioria dos alagamentos está na zona norte: 6 pontos na Casa Verde, 2 em Santana, 1 no Jaçanã, 1 em Pirituba e 1 na Freguesia do Ó. O Centro tem 5 pontos de alagamento.

Na zona oeste existem 9 pontos intransitáveis: 3 na lapa, 4 em Pinheiros e 2 no Butantã. Na zona sul são mais 4 pontos: dois no Ipiranga e dois na Vila Mariana.

Em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, os bombeiros foram chamados por conta de um alagamento. Outra chamado ocorreu na região do Itaim Paulista, zona leste da capital.

As chuvas se formaram devido ao calor e a entrada da brisa marítima, segundo o CGE. A tempestade atingiu com forte intensidade as zonas norte e oeste da capital paulista, com queda de granizo em alguns pontos. Já em Guarulhos, Arujá e Mairiporã, cidades da Grande SP, o registro é de chuva leve com pontos moderados.

"As próximas horas seguem com tempo instável, com chuvas de até forte intensidade com potencial para rajadas de vento e formação de alagamentos", afirma o CGE.

Os aeroportos de Cumbica, em Guarulhos (Grande SP), e Campo de Marte, na zona norte, e Congonhas, na zona sul, enfrentaram fortes rajadas de vento na tarde desta terça.

Em Guarulhos a velocidade do vento chegou a 87km/h no início da tarde. Em Congonhas o vento foi de 60km/h, por volta das 16h. No Campo de Marte, a velocidade foi de 37km/h.

Quem utilizou o transporte nesta terça-feira (20) também enfrentou problema. Por volta das 13, uma forte descarga elétrica danificou a rede aérea da linha 11-Coral da CPTM entre as estações Tatuapé e Itaquera, o que fez a linha operar com velocidade reduzida entre Luz e Estudantes por toda a tarde e o início da noite.

A quarta-feira (21) começa com sol, variação de nuvens e temperatura em elevação, segundo o CGE. Há potencial para chuvas fracas e isoladas. A noite terá céu encoberto e chuviscos. Mínima de 18°C e máxima de 26°C.

Os ventos que sopram do mar facilitam a entrada de umidade e a formação de muitas nuvens em toda a faixa leste paulista. Na quinta-feira (22) haverá céu nublado, poucas aberturas de sol e garoa nos períodos da madrugada e noite. Os termômetros oscilam entre 17°C ao amanhecer e 25°C à tarde.