Chuvas causam transtornos na Estrada São Sebastião em Niterói

·2 min de leitura

NITERÓI — Moradores da Estrada São Sebastião, no Engenho do Mato, reclamam das poças e dos buracos que surgem na via após chuvas moderadas e fortes. Quem vive no bairro da Região Oceânica afirma que o problema é crônico.

A empreendedora Vivian Duarte mora há dez anos na localidade. Ela diz que cansou de esperar por uma solução e que pensa até em se mudar dali.

— A gente reclama, eles passam o patrol (máquina motoniveladora). Mas isso é um problema crônico. O IPTU da região é bem alto. E aqui tem um parque rural maravilhoso. Não vejo motivo algum para ser assim. Mas estou pensando em sair do bairro, não estou mais aguentando— desabafa Vivian, que recentemente precisou trocar de carro devido às constantes idas e vindas do veículo ao mecânico, com problemas nos amortecedores. — Tive que comprar um carro velho para poder andar onde eu moro.

As chuvas que atingiram a cidade na semana das festas de fim de ano acabaram prejudicando o trânsito nas ruas da região. Por esse motivo, a professora Andréia Carvalho, moradora da Rua Vinte e Um, teve que cancelar o encontro de Natal familiar.

— Desde o início da pandemia, essa seria a primeira vez que poderia abraçar meus filhos, pois já estamos vacinados. Mas a rua estava com poças de lama em toda a extensão — lembra.

A Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa) informa que a Estrada São Sebastião está incluída no projeto de urbanização, drenagem e pavimentação do Engenho do Mato. O pacote de obras, já licitado, inclui 117 ruas do bairro. A previsão é que as obras tenham início ainda neste primeiro semestre, com prazo de duração de dois anos e investimento de R$ 216 milhões

Nos últimos anos, afirma a Emusa, a Região Oceânica recebeu o maior volume de investimentos já realizados em obras de drenagem e pavimentação. Até 2013, cerca de 80% das ruas da região não tinham infraestrutura. O cronograma dos últimos anos, segundo a Emusa, foi de planejamento a curto, médio e longo prazos, com obras de soluções definitivas.

Já a Secretaria Executiva informa que o Parque Rural está aberto à visitação das escolas da rede de ensino para atividades ambientais e culturais. Paralisadas devido à pandemia, as atividades de equitação e terapias com cavalos devem ser retomadas em breve.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos