Chuvas na Guatemala deixam duas meninas mortas e um desaparecido

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Carro destruído na aldeia guatemalteca de Queja, município de San Cristóbal Verapaz, departamento de Alta Verapaz, após um deslizamento de terra causado por fortes chuvas, em 1º de maio de 2021 (AFP/Johan ORDONEZ)

As chuvas na Guatemala deixaram duas meninas mortas e um homem desaparecido, elevando para 27 o número total de vítimas fatais na temporada de 2021, informou a Proteção Civil nesta sexta-feira (17).

As crianças, de dois e seis anos, morreram afogadas depois que o táxi em que viajavam caiu na corrente de um rio do município de Sansare, informou à imprensa David de León, porta-voz da Coordenadoria Nacional de Redução de Desastres (Conred).

Ele informou ainda que os socorristas continuam as buscas por um homem de 30 anos, que foi arrastado pela corrente "quando tentava atravessar" um rio a pé no município de Siquinalá, no sul do país.

Segundo a Conred, o período de chuvas, que começou em maio e costuma durar até novembro, já afetou mais de 1,3 milhão de pessoas, principalmente em seu deslocamento devido a deslizamentos de terra e inundações.

Todos os anos, a estação das chuvas deixa dezenas e até centenas de mortos no país centro-americano, uma das regiões mais vulneráveis às mudanças climáticas.

hma/mav/lm/jc/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos