'A ciência venceu o medo, o negacionismo e a desinformação', diz Elza Soares

·2 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL 13.10.2019 Elza Soares (cantora). Balaclava Fest 2019 na Audio. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL 13.10.2019 Elza Soares (cantora). Balaclava Fest 2019 na Audio. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Elza Soares, 90, tomou a primeira dose da vacina contra Covid-19, em Copacabana, zona sul do Rio, nesta sexta-feira (5). Ela fez questão de compatilhar o momento nas redes socias segurando uma bandeira do Brasil.

"Com o coração cheio de esperanças, o braço pronto para receber a vacina em prevenção ao coronavírus, a bandeira do meu Brasil nas mãos, o pensamento em cada brasileiro que ainda aguarda sua vez chegar e sem furar a fila da vacinação", escreveu.

A cantora defendeu a vacina dizendo que toda a população precisa ser imunizada porque merece o direito à vida. Ela comemorou o feito da ciência que, menos de um ano depois do decreto de pandemia pela OMS (Organização Mundial da Saúde), presenteou a todos com a vacina para uma doença que matou tanta gente. "A ciência venceu o medo, o negacionismo e a desinformação", enfatizou.

Elza fez questão de agradecer a todos os cientistas, aos profissionais da saúde e aos servidores públicos que trabalharam para o desenvolvimento e produção das vacinas. Ela destacou a Anvisa e as instituições que chama de "nossos tesouros": o Instituto Butantan (SP), o Fiocruz (Rio). "Peço licença para um agradecimento particular ao Pedro Loureiro e a Vanessa Soares por batalharem muito, incansavelmente para que eu pudesse agora comemorar que estou vacinada", disse.

A cantora lembrou que não foi fácil atravessar esse longo período de pandemia sem se contaminar e que por isso agradece a Loureiro e Vanessa, que garantiram as condições para que ela continuasse produzindo e trabalhando muito em 2020.

"Vou carregar pra sempre comigo essa foto maaaara, feita pela Denise Ricardo do momento em que uma seringa cheia de esperança rompeu a pele do meu braço e fez correr vida em meu sangue, pelas mãos abençoadas de um profissional da saúde", comemorou a cantora.