Ciclista é assediada por homem em SP e decide mudar aparência: "Traumatizada"

·1 min de leitura
Homem assedia mulher enquanto pedalava em Praia Grande (litoral de SP) - Reprodução/Facebook
Homem assedia mulher enquanto pedalava em Praia Grande (litoral de SP) - Reprodução/Facebook
  • Uma mulher de 37 anos foi vítima de assédio em Praia Grande (litoral de São Paulo)

  • Enquanto pedalava, um homem, também em cima de uma bicicleta, passou a mão no corpo dela

  • Traumatizada, ela decidiu mudar sua aparência para não ser reconhecida pelo agressor

Uma mulher de 37 anos foi vítima de assédio em Praia Grande (litoral de São Paulo). Enquanto pedalava, foi surpreendida por um homem, também em cima de uma bicicleta, que passou a mão no corpo dela.

Em entrevista ao portal G1, a ciclista disse que estava a caminho do trabalho em um supermercado. Ela, que preferiu não se identificar, deixou de fazer o caminho sozinha por medo de reencontrá-lo e decidiu mudar sua aparência para não ser reconhecida pelo agressor.

"Isso é coisa que a gente nunca acha que vai acontecer, me senti invadida demais. O povo fala: 'Ah, tem mulher que anda muito despida', mas eu estava indo paro o meu trabalho, vem uma pessoa e achou que tem o direito de fazer aquilo comigo", desabafou ao G1.

Câmeras de segurança registraram o momento do assédio sexual. Traumatizada, a mulher não tem conseguido dormir direito e toma sustos com aproximações repentinas.

"Acho que se eu estivesse um pouco mais para trás [fundo da rua], não sei o que poderia ter acontecido comigo", afirmou ao G1. "Não sei nem o que fazer. Estou com muito medo mesmo. Estou muito traumatizada", finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos