Ciclista holandês quebra recorde olímpico e tem feito igualado por colega minutos depois

·1 minuto de leitura

TÓQUIO - Dois companheiros de equipe no ciclismo de pista cravaram o mesmo tempo nas eliminatórias individuais do sprint e, de quebra, bateram o recorde olímpico nesta quarta-feira. O holandês Jeffrey Hoogland foi o primeiro a concluir a prova em 9,215 segundos. Na sequência, seu compatriota Harrie Lavreysen terminou o mesmo percurso de 200 metros exatamente com a mesma marca.

O terceiro melhor tempo ficou com Jack Carlin, da Grã-Bretanha, com 9,306 segundos. Por ter corrido antes da dupla holandesa, o britânico já havia quebrado o recorde olímpico estabelecido pelo compatriota Jason Kenny na Rio-2016, mas foi superado minutos depois.

O detentor do recorde mundial Nicholas Paul, de Trinidad e Tobago, foi o quarto com o tempo de 9.316. O ex-recordista olímpico e medalhista de ouro em 2016 e 2012, Kenny, terminou em oitavo com um tempo de 9.510. Entre os 30 competidores, 24 avançaram de fase.

Com o resultado na classificação, os holandeses só podem se enfrentar agora numa eventual final. A dupla já havia conquistado o ouro ontem na prova por equipes. Os hoandeses também quebraram o recorde olímpico na ocasião.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos