Ciclone Shaheen atinge Omã, deixa 3 mortos e atrasa voos

·1 minuto de leitura
Inundação provocada por ciclone Shaheen, em Omã.

DUBAI (Reuters) - O centro do ciclone tropical Shaheen atingiu Omã neste domingo, após matar pelo menos três pessoas, e as autoridades pedirem aos moradores que evacuem áreas costeiras e atrasem voos partindo de ou chegando à capital, Muscat.

Uma criança arrastada pela água foi encontrada morta, disse a agência de notícias estatal. Outra pessoa estava desaparecida. Dois trabalhadores asiáticos morreram quando uma colina desabou em sua área residencial em uma zona industrial como resultado do ciclone, informou a agência de notícias estatal.

O comitê nacional de emergência disse que o fornecimento de energia seria cortado em al-Qurm, a leste da capital, para evitar acidentes. Mais de 2.700 pessoas foram colocadas em abrigos de emergência.

A maior parte dos cinco milhões de habitantes do país exportador de petróleo vive em Muscat e arredores. As estradas na capital estavam abertas apenas para veículos em viagens de emergência e humanitárias até a tempestade diminuir, disseram as autoridades.

Nos Emirados Árabes Unidos, autoridades informaram que medidas cautelares estão sendo tomadas. Os policiais conduziam patrulhas de segurança perto de praias e vales, onde eram esperadas chuvas torrenciais.

(Por Maher Chmaytelli e Nadine Awadalla)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos