Cidadania aprova apoio a governo Lula e rejeita federação com Podemos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Executiva Nacional do Cidadania aprovou, em reunião nesta quarta-feira (28), apoio do partido ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foram 16 votos favoráveis entre os 21 membros do colegiado

Os 5 que não votaram a favor se ausentaram da reunião, entre eles o presidente do partido, Roberto Freire.

A decisão abre caminho para a participação do partido no governo. A mais cotada para assumir algum cargo na nova administração é a senadora Eliziane Gama (MA), que já compôs o conselho político do gabinete de transição representando o partido.

O Cidadania reivindica um ministério, mas o mais provável é que seja contemplado com cargo no segundo escalão.

A reunião também rejeitou a proposta de criação de uma federação com o Podemos, que uniria ainda o PSDB.

O apoio a Lula não é consensual no partido. A bancada na Câmara, que terá cinco deputados no ano que vem, prega independência com relação ao novo governo.