Cidade chinesa de Wuhan prepara testes de detecção em massa

The planned tests come after Wuhan reported the first cluster of new COVID-19 infections since the city re-opened after a 76-day lockdown on April 8

Considerada berço da pandemia do novo coronavírus, Wuhan planeja realizar testes de detecção em massa na população, no momento em que surgem novos casos que aumentam o medo de um surto de contágio nesta metrópole chinesa - informou a imprensa local nesta terça-feira (12).

Cada um dos 13 distritos desta cidade de 11 milhões de pessoas tem dez dias para preparar os testes, de acordo com uma circular municipal divulgada no site do "The Paper", o centro de notícias de Xangai. A detecção será feita com ácido nucleico, diz a circular.

O prazo estabelecido para testar toda população não está claramente especificado.

No domingo e na segunda-feira, a cidade registrou seis novos casos de contágio, os primeiros em mais de um mês. São pessoas idosas que vivem na mesma residência no distrito de Dongxihu.

Em quarentena por mais de dois meses desde o final de janeiro, Wuhan foi gravemente afetada pelo vírus, que infectou quase 83.000 pessoas e causou 4.633 mortes na China, segundo dados oficiais.

Somente em Wuhan, 3.869 pessoas morreram de COVID-19.

A quarentena em Wuhan foi suspensa em 8 de abril, após uma drástica queda no número de casos.

Em todo país, a última morte causada pelo novo coronavírus foi registrada em meados de abril. Nesta terça, a China anunciou um único novo caso, de origem estrangeira.