Cidade da estreia do Brasil foi construída do zero para Copa; veja fotos e entenda

Palco da estreia da seleção brasileira — no confronto com a Sérvia na quinta-feira —, o estádio de Lusail foi erguido enquanto sua cidade homônima também era construída do zero para a Copa do Mundo de 2022.

Logística de Olimpíada: Oito curiosidades sobre os oito estádios da Copa do Catar

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

A 23 km de Doha, capital do país, a área era apenas uma vila isolada no deserto até quinze anos. Livros históricos, no entanto, fazem referência ao local desde o século XIX, como residência do sheikh Jassim bin Mohammed bin Thani Al Thani, fundador do Catar moderno.

Há quatro anos, poucos meses após o fim da Copa da Rússia, O GLOBO mostrou que, apesar de os organizadores afirmarem que 90% da infraestrutura da cidade já estava completa, um passeio pelo local dava a sensação de caminhar por uma cidade fantasma: prédios novos vazios, muita terra, guindastes por todos os lados e trabalhadores vagando por ruas desertas.

Sem contar o custo do estádio, a construção da cidade que abrigará a final do Mundial somou R$ 176 bi. E a infraestrutura impressiona: o projeto previa área urbana de 38 km², 35 hotéis quatro hospitais, shoppings, uma marina para 1,2 mil barcos e um enorme campo de golfe. Tudo isso distribuído em 19 bairros.

Um deles se chama Distrito do Estádio – onde, claro, foi construído o Estádio de Lusail, palco da final do Mundial. O local também abrigou a estreia da Argentina – que perdeu de virada para a Arábia Saudita por 2 a 1 nesta terça-feira.

Simulador: você decide quem será campeão da Copa do Catar

A arena foi a última das oito da Copa a ter as obras concluídas. Com quase 90 mil lugares, o estádio é o maior da competição, e deve ser "desmontado" após o Mundial. O projeto prevê que sua estrutura seja usada para a construção de casas populares, lojas, cafés, instalações esportivas, escolas e clínicas. e boa parte de seus assentos será doada a projetos esportivos pelo mundo.

Já os assentos – num número muito superior à demanda de torcedores do país que só tem 2,9 milhões de habitantes e 12 clubes de futebol na primeira divisão – serão removidos e doados para projetos esportivos no mundo

Lusail foi o último estádio a ser inaugurado. A estreia dos gramados foi uma partida entre dois dos times mais populares do país, o Al Rayan e o Al Arabi, pela segunda fase do campeonato nacional do Catar.