Cidade dos EUA é a primeira do país a exigir absorventes gratuitos em banheiros públicos

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de Ann Arbor, no estado americano de Michigan, tornou-se a primeira dos EUA a exigir que produtos menstruais sejam distribuídos gratuitamente em banheiros públicos.

A lei, aprovada por unanimidade pelo conselho municipal, entrará em vigor em 1º de janeiro de 2022, segundo informações da rede americana CNN. A multa para quem descumpri-la será de US$ 100 (R$ 556).

Nos banheiros públicos, deverão ser oferecidos absorventes internos e externos, além de papel higiênico e sabonete. A regra também vale para sanitários localizados dentro de empresas.

O prefeito da cidade, o democrata Christopher Taylor, que propôs a legislação, disse que "o acesso a esses itens é uma questão de dignidade pessoal, uma necessidade humana e um direito à saúde". Ann Arbor é uma comunidade universitária com cerca de 120 mil habitantes.

Segundo Tayor, a iniciativa surgiu a partir de uma conversa com uma estudante do ensino médio, que disse a ele sobre a preocupação dela com a falta de acesso de pessoas sem-teto a produtos menstruais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos