Cidade em que Roberto Jefferson foi preso volta a dar vitória a Lula

Município com cerca de 8,5 mil habitantes, Comendador Levy Gasparian, onde o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) foi preso por atirar contra policiais, deu 3.831 votos para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O petista foi votado por 58,8% da população local, enquanto Jair Bolsonaro (PL) registrou 2.675 votos (41%).

Mapa: Veja como foi a votação de Lula e Bolsonaro nos municípios

Leia: Líderes da greve de 2018 condenam paralisações feitas por caminhoneiros em doze estados do país

O desempenho de Lula na cidade foi cerca de oito pontos percentuais maior que a média do petista no cenário nacional. Ele foi eleito com 50,90% dos votos, contra 49,10% de Bolsonaro. O resultado é ainda mais significativo porque, no estado do Rio, Lula teve somente 43,5%, contra 56,5% de Bolsonaro.

Foi em Levy Gasparian que, há uma semana, Jefferson atirou contra agentes da Polícia Federal e lançou granadas, ao resistir à sua prisão. O assunto foi um dos pontos centrais do último debate presidencial deste segundo turno, na Globo, e teve ampla repercussão tanto entre petistas quanto bolsonaristas. A cidade tem o quinto menor número de eleitores no estado (apenas 8.100, segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral do Rio).

No primeiro turno, Lula também havia vencido no município do Centro-Sul Fluminense com 56,1% dos votos. Na ocasião, Bolsonaro marcou 37,1%. Já na segunda etapa da eleição de 2018, quando Bolsonaro enfrentou Fernando Haddad (PT), o petista também havia vencido com 50,78%, depois de ficar em segundo no primeiro turno.