Cidade espanhola estabelece multa de R$ 4,1 mil para quem fizer xixi na água do mar

Uma portaria publicada pela prefeitura de Vigo, na Espanha, estabeleceu multa no valor de 750 euros (equivalente a R$ 4,1 mil) para quem fizer "evacuação fisiológica no mar ou na praia". O documento faz referência explícita ao antigo costume dos banhistas locais de entrarem na água para urinar.

Marselha, Cannes, Istambul: cidades do Mediterrâneo devem sofrer com tsunami nas próximas três décadas, diz Unesco

Agente russo: Responsável por carregar 'maleta nuclear' de Putin é encontrado baleado em Moscou

A medida também deve ser aplicada em quem defecar na areia ou dentro da água, o que é mais raro de acontecer, segundo a imprensa local. No entanto, a administração do município não explicou como será feita a fiscalização e a identificação dos "suspeitos".

De acordo com a Câmara Municipal de Vigo, as práticas foram classificadas como infrações às normas de higiene sanitária, e foram acrescentadas à epígrafe do artigo 12 da portaria de regulamentação da praia.

Vídeo: Estudantes invadem mansão de US$ 8 milhões e fazem festa com drogas e álcool nos EUA

A administração local informou que vai investir na instalação de sanitários públicos acessíveis durante a temporada de praia. Mas alerta que a inexistência de banheiros na faixa de areia não serve de desculpa para que o banhista "esvazie fisiologicamente" em locais inapropriados.

A mesma portaria também estabelece sanções para práticas como o uso de sabão na água da praia, jogar resíduos de qualquer tipo na areia, ou utilizar churrasqueiras ou botijões de gás em todo o ambiente devido a sua natureza inflamável.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos