Cidade inglesa registra aglomeração, jovens alcoolizados e brigas no 1º dia da flexibilização do lockdown

Redação Notícias
·3 minuto de leitura
Em parque de Nottingham, jovens se aglomeraram, brigaram e festejaram - Foto: Reprodução/The Sun
Em parque de Nottingham, jovens se aglomeraram, brigaram e festejaram - Foto: Reprodução/The Sun
  • Em Nottingham, jovens se aglomeraram em encontro em parque

  • Com muito álcool, celebraram, cantaram e brigaram a flexibilização do lockdown

  • O encontro quebrou as regras de isolamento social ainda vigentes no país

A flexibilização do lockdown na Inglaterra fez com que jovens deixassem suas casas e liberassem a energia acumulada no período de confinamento mais restrito. Na última segunda-feira, apenas na cidade de Nottingham foram registradas aglomerações, brigas e muita gente alcoolizada.

A “libertação” dos jovens desta região inglesa foi tema de matéria do tabloide The Sun. O jornal mostrou que centenas de pessoas às praças e parques da cidade para confraternizar, em uma espécie de carnaval fora de época.

Leia também:

Um encontro de estudantes em um parque local teve adolescentes embriagados, se socando, empurrando e chutando em uma grande roda com centenas de pessoas, ao mesmo tempo em que jogavam cerveja para o alto e cantavam.

“É assim que deve ser. Todos estão sentindo-se felizes de novo, isso que é importante”, disse um jovem, não identificado, à reportagem do jornal. “É bom ver pessoas, encontrar amigos que você conhece”, comentou outro.

Apesar do clima festivo, o grande encontro de estudantes quebrou as regras das medidas restritivas ainda vigentes no país. Por mais que tenha flexibilizado o lockdown, a Inglaterra manteve o distanciamento social, impedindo encontros com mais de seis pessoas.

Lockdown no Reino Unido

Nesta segunda-feira (29), começou o primeiro passo da reabertura do país. Grupos de até seis pessoas podem se reunir ao ar livre, em jardins privados, parques ou praias. Além disso, os ingleses podem praticar esportes ao ar livre. É aconselhado evitar viagens, inclusive nos feriados.

Segundo o jornal The Telegraph, o governo está fazendo uma campanha para que a população “tome o próximo passo de forma segura”. Isso quer dizer, evitar abraços, sentar com distanciamento social e optar por encontros fora de casa.

Pessoas aproveitaram para irem à praia na Inglaterra (Karwai Tang/Getty Images)
Pessoas aproveitaram para irem à praia na Inglaterra (Karwai Tang/Getty Images)

Próximos passos da reabertura

A previsão é que o próximo passo seja tomado em 12 de abril, quando academias poderão reabrir, mas apenas para uso individual. Todo o comércio voltará a funcionar nesta data, assim como cinemas drive-in e zoológicos, além de bibliotecas e centros comunitários.

O passo três deve ser tomado em 17 de maio, quando poderão ser feitos eventos particulares, como casamentos para 30 pessoas. Serão reabertos cinemas e esportes em locais fechados poderão voltar a acontecer.

A previsão do Reino Unido é que no passo 4, previsto para 21 de junho, não haja mais necessidade de limitar número de pessoas em evento ou manter distanciamento social.

Ajuda governamental

O sucesso do lockdown no Reino Unido se deve também à injeção de recursos governamentais na economia. Desde março de 2020, o governo paga 80% dos salários de funcionários incapazes de trabalhar em meio à pandemia.

A ajuda de custo pode chegar a 2.500 libras esterlinas por mês.

Vacinação no Reino Unido

Até o momento, 30 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose da vacina, equivalente a 57% dos adultos. Atualmente, estão sendo imunizadas pessoas com 50 anos ou mais. Recentemente, o primeiro-ministro, Boris Johnson, recebeu a primeira dose.

No país, estão sendo usadas os imunizantes Oxford/AstraZeneca e Pfizer. A vacina da Moderna foi aprovada e deve começar a ser usada no mês de abril.