Cidade do Rio deve suspender vacinação de adolescentes e adultos por falta de doses

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.03.2020 - Still de mão segurando uma seringa para vacina. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.03.2020 - Still de mão segurando uma seringa para vacina. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, SP (FOLHAPRESS) - A vacinação de jovens e adultos contra a Covid-19 na capital do Rio de Janeiro pode ser suspensa a partir desta sexta-feira (6) por falta de doses. A afirmação é do secretário de Saúde do município do Rio, Daniel Soranz, que está em Brasília para uma reunião com a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

"Temos poucas doses ainda para crianças a partir de 5 anos. O estoque está bem baixo e amanhã [sexta-feira] a vacinação deverá ser completamente suspensa a partir dos 12 anos", disse o secretário à Folha de S.Paulo.

Ainda segundo Soranz, o baixo estoque ocorreu por falta de remessas do Ministério da Saúde nos últimos meses e por uma maior procura no final do ano.

"Entre os cariocas, 99% já tomaram a primeira e a segunda dose, mas só 76% tomaram a terceira. Então, são cerca de 1,2 milhão de cariocas sem a dose de reforço. Estamos com um panorama favorável, atualmente menos de 30 pacientes estão internados. Mas para manter favorável esse índice precisamos de mais vacinas", disse o secretário.

A prefeitura diz que solicitou cerca de 30 milhões de doses da Pfizer, um contrato já assinado pelo Ministério da Saúde, mas que não há previsão de chegada à capital.

Segundo ele, uma reunião com a ministra foi marcada em Brasília nesta quinta-feira (5) para debater a situação. Assuntos como o combate à dengue, zika e chikungunya, além de saúde familiar, serão abordados.